Os projetos deverão ser entendidos como condicionantes sustentáveis necessárias às organizações e, em especial, como aliados importantes capazes de promoverem o desenvolvimento do capital intelectual e, por conseguinte, do capital social da empresa.


Os projetos variados, tanto elaborados quanto analisados, avaliados e desenvolvidos pela empresa, deverão prover uma maior organicidade às organizações a fim de torná-las mais dinâmicas e responsivas às necessidades do mundo globalizado.


Acredita-se que os projetos, independente de sua natureza, devem demandar propostas capazes de inter-relacionar mais os setores das organizações favorecendo o seu processo de gestão. As gestões cada vez mais precisam de se ajustar às novidades advindas da era da informação; logo, devendo buscar sempre maiores inovações tecnológicas para elevar a performance de seus produtos e serviços e sua melhor integração.


Portanto, considera-se que os projetos devem estar consonantes com as necessidades políticas, sociais, econômicas, ambientais e educacionais das organizações. Enfim, entende-se que tais condições possibilitam um desenvolvimento na perspectiva da sustentabilidade capaz de promover maior responsabilidade socioambiental às organizações e, sobretudo, à sociedade local/global.

 

 

 

Meta Sustentabilidade